8 ações muito bacanas do dia 8 de março

Nesta quinta-feira, 8 de março de 2018 comemorou-se mais um Dia Internacional da Mulher e a Tupã separou 8 ações muito bacanas de apoio, alerta e conscientização sobre a igualdade e respeito que todas as mulheres merecem. Veja abaixo:

1 – McDonald’s

Para homenagear as mulheres, o McDonald’s dos EUA promoveu uma ação de grande impacto visual: Inverteu o “M” do seu logo para “W”, que é a primeira letra de Woman, que significa Mulher em inglês. Para contextualizar a ação, o vídeo narra a história de superação e luta de Patricia Williams uma franqueada da rede, que em 1987 largou o seu emprego, mesmo sendo mãe solteira e apostou no McDonald’s como ponto de prosperidade e comprou o seu primeiro restaurante. Atualmente ela é dona de 18 franquias da rede junto com as filhas.

 

2 – O Boticário

Já tem alguns anos que nessas datas especiais os filmes do Boticário são emocionantes e surpreendentes. Dessa vez não foi diferente. Com a pergunta “Além de linda, você é?”, várias mulheres, em todas as suas essências foram questionadas sobre outras características que devem ser valorizadas. Afinal, nós mulheres somos lindas, mas também somos MUITO MAIS que isso.

 

3 – CEPIA Cidadania

A ONG CEPIA Cidadania reconstruiu a imagem histórica da queda do Muro de Berlim colocando somente mulheres na ação, para mostrar como a representatividade em contextos da história mundial faz falta como estímulo para as outras gerações. A edição coloca as mulheres que observavam de longe, em posição de protagonista e realmente vemos com outros olhos.

 

4 – Telecine

O canal de TV fechada Telecine selecionou 9 mulheres para contar suas histórias que são “De Cinema” e o resultado foi fantástico. A hashtag #MulheresFazemCinema é uma crítica atual que circula os bastidores das grandes produtoras de cinema do mundo, pela falta de histórias protagonizadas por mulheres e também pela escolha de homens em papéis fictícios de protagonismo que poderiam muito bem ser substituídos por mulheres, mas não se faz e o motivo todo mundo sabe: o machismo.

 

5 – ONU Mulheres

A ONU Mulheres fez um filme motivacional que incentiva todas as mulheres a lutar pela igualdade e combater a violência, o machismo e a lutar pela transformação da sociedade, mostrando que ‘O tempo é agora’ e que juntas nós podemos superar todas essas barreiras.

 

6 – Magazine Luiza

“Em briga de marido e mulher, não se mete a colher.” Para expor o problema e mostrar que é necessário que a sociedade se envolva, o Magazine Luiza vai desafiar o ditado popular neste Dia Internacional da Mulher.

A partir de hoje, o Magalu venderá – em suas 860 lojas físicas e no site – uma colher especial com os dizeres: “Em briga de marido e mulher, tem que meter a colher, sim. Ligue 180 e denuncie”. Cada colher custará 1,80 real, uma referência ao número de denúncia para casos de violência contra as mulheres, o Ligue 180. Toda ação foi criada pela agência David.

O dinheiro arrecadado com a venda, ao final da campanha, será revertido a duas entidades: Instituto Patrícia Galvão, uma organização social que desde 2001 trabalha pela garantia do direito das mulheres de viver sem violência, e a rede colaborativa Mete a Colher, que funciona por meio de um aplicativo mobile, que conecta mulheres vítimas de violência com outras que podem oferecer apoio.

Texto originalmente publicado por AdNews.

 

7 – Libération

O jornal francês Libération subiu em 50 centavos de euros o preço para leitores homens nesta quinta-feira, com o objetivo de denunciar a diferença salarial em iniciativa proposta por causa do Dia Internacional da Mulher.

Na capa, dedicada a este tema, o jornal de esquerda afirma que “apesar da lei, a diferença salarial entre homens e mulheres continua sendo de 25% na França“, por isso “o jornal decidiu aplicar, por um dia, a mesma diferença em seu preço, que será 50 centavos mais caro para homens”.

“Uma punição? Não. Uma contribuição!” O jornal escreveu em sua primeira página. O dinheiro arrecadado com a iniciativa desta quinta-feira será destinado ao Laboratório da Igualdade, que há anos luta pelo fim das diferenças.

O diretor do jornal, Laurent Joffrin, justificou a medida como “uma alfinetada de lembrança” que o jornal quis fazer em uma edição totalmente dedicada ao Dia da Mulher.

Texto originalmente publicado por: Veja.

 

8 – 99 Táxi

O app de táxis fez um filme homenageando Rosa Schorling, primeira mulher a tirar a Carteira de Habilitação no Brasil. Além de também ser a primeira paraquedista brasileira. O vídeo mostra mulheres que decidiram assumir a direção da sua própria vida em várias situações do cotidiano.

 

E você, viu mais alguma ação ou filme bacana? Conta pra gente aqui nos comentários! Se você curtiu o nosso conteúdo, compartilhe com os seus amigos. #DiaInternacionalDaMulher




Um comentário em “8 ações muito bacanas do dia 8 de março

  1. Amei. Todas as histórias de superação e determinação realizadas por mulheres merecem destaque na mídia, afinal, são elas as donas da força.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *